sexta-feira, 8 de maio de 2009

Uma confusão entre Psicologia e Psicanálise
Recentemente li uma obra de Criminologia muito interessante. É daquelas que a gente passa o fim de semana lendo com muito prazer, pois é didática e tem fatos bem interessantes e que são muito úteis ao trabalho dos criminólogos.
Todavia, encontrei uma informação em uma das páginas que me pareceu ser imprecisa. O autor cita Freud como o fundador da psicologia, quando em verdade, na minha visão, Freud foi o criador da Psicanálise e Wundt o fundador da Psicologia.
Há mais duas citações da mesma "psicologia" nas páginas à frente e uma última citação como o termo "psicanalítica". Houve uma pequena confusão entre Psicologia e Psicanálise. A meu ver, pode ter havido uma pequena confusão do autor ou um erro na tradução.
Gostaria de ver o posicionamento de vocês sobre o caso.
Um abraço,
lélio

2 comentários:

ivana lima regis disse...

Observação corretíssima! Wundt, nascido na Alemanha, era médico, fisiologista, professor e, juntamente com William James, é considerado o pai da Psicologia. Em 1879, fundou o primeiro laboratório de investigação psicológica na Universidade de Leipzig e, em 1881,lançou o primeiro periódico de investigação psicológica. Freud, considerado o pai da psicanálise, também era alemão, mas as coincidências param por ai...

Anônimo disse...

esses capítulos dos livros de criminologia de psicanálise, psicologia e psiquiatria confundem muito a gente, Paulo Rocha, Brasília (DF)