terça-feira, 29 de abril de 2008

I Colóquio Nacional Michael Foucault - Uberlândia - 03 a 05 de setembro de 2008.









O pensador Michel Foucault (1926-1984), na transversal entre a filosofia e a história, dedicou-se a uma vasta gama de temáticas, o que faz com que sua obra e os assuntos nela inspirados interessem a diversos campos de saberes e práticas. A influência de seu pensamento é cada vez mais crescente nos últimos anos, nas mais variadas áreas, oferecendo diferentes perspectivas para se enxergar o homem, a sociedade, o mundo. Seu olhar se desloca daquilo que é tido como nuclear, essencial, central e põe em evidência as bordas, as margens, os desvios, os descaminhos, fazendo emergir novos contornos que delineiam a vida social.





Ao longo de sua vasta e provocadora obra, a partir da invenção de novos conceitos e noções, produziu diferentes maneiras de se apreender os processos históricos, as racionalidades, as instituições, o presente, a ética, a vida e o próprio pensamento, estabelecendo suspeições acerca das explicações normalizadoras e estabilizadas, sobretudo problematizando o regime de verdade que tradicionalmente alicerçou as relações sociais.





Os deslocamentos que suas análises provocam, rompem fronteiras, cruzam espaços, esboçam trilhas, abrem outros caminhos, descortinam horizontes que significam a possibilidade de novas formas de problematização e de visibilidade do funcionamento da maquinaria social. Esses espaços, caminhos e horizontes se desenham no entrecruzamento de linhas, que fogem às vias principais e essenciais, às linearidades transcendentais. Desembocam em transversalidades, em pontos vicinais que conectam sentidos e permitem a percepção da constituição de subjetividades, tanto individuais como socais, como invenções interessadas, construções históricas.
As possibilidades de interfaces, de conexões entre diferentes campos de saber, tendo como ferramenta operativa conceitos e noções do pensamento foucaultiano, são as mais variadas, podendo provocar ainda tantas outras. O propósito deste I Colóquio Foucault: Educação, Filosofia, História - Transversais , iniciativa conjunta dos Programas de Pós-Graduação em Educação (PPGE), em Filosofia (PPGF) e em História (PPGHIS), da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - vinculados, respectivamente, à Faculdade de Educação (FACED), à Faculdade de Artes, Filosofia e Ciências Sociais (FAFICS) e ao Instituto de História (INHIS) - é estabelecer uma discussão de diferentes transversalidades a partir do pensamento de Foucault, entre essas três áreas, especialmente, mas ao mesmo tempo, não se detendo nos limites disciplinares interpostos por cada uma.

Dessa forma, o Colóquio pretende se constituir num espaço propício para fomentar o debate instaurado em torno de problematizações e temáticas suscitadas pelo vasto legado deixado por Foucault, como também para a apresentação e divulgação de resultados de estudos e pesquisas, favorecendo o intercâmbio entre diferentes profissionais.


Link do evento:

Nenhum comentário: