segunda-feira, 23 de junho de 2008

Lavagem de Dinheiro é tema de palestra para magistrados no RJ
Diante de uma platéia composta por mais de 100 magistrados, o secretário Nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, no dia 20.06.08, deu início aos trabalhos do Ciclo de Palestras sobre Lavagem de Dinheiro, realizado no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. "Este é o primeiro curso na história voltado para a capacitação e treinamento do Poder Judiciário brasileiro.
Capacitação
Trata-se de um ato significativo, pois com o treinamento do Poder Judiciário estadual passamos a capacitar agentes públicos de todo o país e de todas as instituições diretamente envolvidas no combate a lavagem de dinheiro e o crime organizado", frisou. Para Tuma Júnior é preciso cortar o fluxo financeiro das organizações criminosas, mostrando que tão importante quanto você atuar contra o autor do crime, é atuar contra o bem, que é produto deste crime. "Não adianta só prender e processar. É preciso impedir que as organizações criminosas financiem novas ações, financiem seus membros ou mesmo agentes públicos através da corrupção".
Novo enfoque
O novo enfoque que o governo federal tem dado ao tema através do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) também foi citado pelo secretário. "O Estado tem que buscar mecanismos para materializar a velha máxima de que o crime não compensa e de que é fundamental impedir que o lucro advindo de ações delituosas seja utilizado. E é exatamente isso que estamos fazendo, através do Pronasci, capacitando agentes públicos para que haja cooperação e integração entre os órgãos", explicou o secretário.
Outra ação concreta do Pronasci divulgada pelo secretário são os Laboratórios de Lavagem de Dinheiro (LAB-LD) nas principais capitais brasileiras. Nos próximos 15 dias, o Rio de Janeiro deverá receber os equipamentos para a implantação do laboratório contra a lavagem de dinheiro, que naquele estado se chamará LAB-RJ.

Nenhum comentário: