terça-feira, 24 de junho de 2008

Ministério Público do Rio Grande do Sul relata ações ilegais do MST naquele estado. Ações de guerrilha causam quebra da ordem pública em RS.

Em entrevista a Diogo Pinheiro, o promotor Gilberto Thums, integrante do Conselho Superior do Ministério Público Estadual do Rio Grande do Sul, explica o relatório que pede a "dissolução" do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra)




Nenhum comentário: