domingo, 11 de maio de 2008

História da Criminologia - a "Síndrome de Estocolmo".

Segundo a Wikipedia, a Síndrome de Estocolmo (Stockholm Syndrome) é um estado psicológico particular desenvolvido por pessoas que são vítimas de seqüestro. A síndrome se desenvolve a partir de tentativas da vítima de se identificar com seu captor ou de conquistar a simpatia do seqüestrador.
Os vídeos abaixo são de matérias do sequestro de Patrícia Hearst (estão em inglês, sem legendas). Após ser sequestrada, Patrícia criou vínculos com seus sequestradores e passou a praticar crimes com eles.
Segundo a Wikipedia, o caso mais famoso e mais característico do quadro da doença é o de Patty Hearst, que desenvolveu a doença em 1974, após ser seqüestrada durante um assalto a banco realizado pela organização militar politicamente engajada (o Exército de Libertação Simbionesa). Depois de libertada do cativeiro, Patty juntou-se aos seus captores, indo viver com eles e sendo cúmplice em assalto a bancos. A síndrome pode se desenvolver em vítimas de sequestro, em cenários de guerra, sobreviventes de campos de concentração, pessoas que são submetidas a prisão domiciliar por familiares e também em vítimas de abusos pessoais, como mulheres e crianças submetidas a violência doméstica e familiar.






Nenhum comentário: