sábado, 6 de setembro de 2008

Julgamento histórico em Juazeiro/BA
A Subseção de Juazeiro movimenta-se para realizar a primeira sessão extraordinária do Tribunal do Júri Federal. Um fato histórico, visto que os julgamentos da competência da corte popular - crimes dolosos contra a vida - não são comuns no âmbito da Justiça Federal, salvo em regiões muito violentas.
Ontem foram sorteados os 25 jurados em audiência pública sob a presidência do juiz federal Dimis da Costa Braga, presidente do Tribunal do Júri Federal. Eles serão intimados a apresentar-se no dia do julgamento.
Participaram ainda do ato, realizado a portas abertas, o diretor de secretaria Glicério de Angiolis Silva, o procurador da República de Recife, respondendo pelo MPF de Petrolina, Luiz Vicente de Medeiros de Queiroz Neto, a presidenta da OAB, Subseção de Juazeiro, Edna Mello, e o advogado do acusado, Geraldo Fortuna Júnior, acompanhado por servidores e estagiários daquela subseção e do curso de Direito da Uneb.
Trata-se do processo em que o réu será submetido a julgamento pelo Júri Popular, pela acusação de ter resistido à abordagem de dois agentes da Polícia Federal, efetuando contra eles disparos de arma de fogo de uso permitido; que, segundo a acusação, não dispunha de autorização para portá-la. Após ser-lhe assegurada ampla defesa, foi pronunciado nas penas de tentativa de homicídio, resistência e porte de armas.
O conselho de sentença se pronunciará sobre o fato na sessão de julgamento que ocorrerá no próximo dia 19 de setembro, no salão do júri do Fórum Conselheiro Luiz Viana.
Presidirá a sessão o juiz federal Dimis da Costa Braga, tendo na acusação a procuradora da República Vanessa Gomes Previtera e, na defesa, o advogado Geraldo Fortuna Júnior.
Assessoria de Comunicação Social
Tribunal Regional Federal a 1ª Região

Nenhum comentário: